Cubanos em fuga

Mais dois cubanos (agora já são 4) sumiram (fugiram, escafederam, deram no pé) ontem da Vila Panamericana. Os dois eram favoritos para medalhas de ouro em suas categorias no boxe. Sejam benvindos à zona, mas pelo menos com liberdade. Não sabemos até quando, pois o assessor top-top não consegue entender como se faz oposição a um presidente eleito duas vezes seguidas pelo povo. Não basta a maioria, eles querem unanimidade. Tinha um xará que dizia que a unanimidade é burra! ;-) Leia mais aqui.

Você gostaria de receber as atualizações do Pô, meu! por e-mail? Clique aqui.

1 Comment

  • Sandra Leite disse:

    :-)
    Adorei!!!
    …Muito a frente do seu tempo ;-)
    Genial!

    Comentário do Pô, meu!
    Oi Sandra,
    Cê vê, e ainda me apareceu um comentário dizendo que lá eles não proíbem o povo de dar no pé não sô. Que é como aqui, se você quiser abrir uma estação de rádio, tem que pedir autorização pro governo. HAHAHAHAHAHA. Acho que o cara tava de sacanagem. É por essas e outras que politicamente falando, minha ideologia é não ter ideologia. O que eu quero hoje é resultados. Sou acionista dessa giringonça (Brasil) e quero ver as ações subirem, a empresa crescer, os funcionários mais felizes, ganhando melhores salários, podendo melhorar o nível de ensino
    y otras cositas más. Só que para isso, precisamos de gente preparada. Empresas familiares estão se profissionalizando. O presidente do conselho até pode ser o Sô Inácio, mas o CEO tem que, obrigatoriamente, ter formação e preparo. O porteiro pode até ser gente muito boa, legal, responsável por uma ONG de assistência, mas não dá para ser o CEO da minha empresa. Ô sô, esse trem foi maior que o post. ;-)
    Volte sempre!
    Abraços e sucesso,

Deixe uma resposta