Finalmente uma Mulher


Agora que a poeira da disputa pela preferência do voto do brasileiro está baixando (está?), a gente já pode comentar sem paixão o resultado. Finalmente, depois de termos muitas prefeitas e algumas governadoras, teremos a primeira mulher na presidência da república. São as mulheres no poder máximo da política brasileira. É bem verdade que no mundo corporativo e privado, centenas de mulheres ultra-competentes e outras nem tanto, assim como os homens, já exercem há algum tempo os cargos no topo das pirâmides hierárquicas em suas organizações. Mas no nosso mundo político, é a primeira representando do fantástico e falsamente apregoado sexo frágil, no topo da pirâmide.

É bem verdade que essa foto tirada no encontro do G20 em Seul, na Coréia do Sul, nossa representante se ressente de uma certa malemolência, jogo de cintura, formas mais definidas, graça no sorriso e malícia no olhar.

Imagem:Dilma Roussef no G20 de Seul, Coréia do Sul

Não é que eu desejasse nossa presidente audaciosa como Angela Merkel.

Imagem: Angela Merkel, Chanceler da Alemanha

Angela Merkel, Chanceler da Alemanha

Nem tampouco precisava ter o olhar malicioso de Cristina Kirchner.

Imagem: Cristina Kirchner, presidente da Argentina

Cristina Kirchner, presidente da Argentina

Seria exagero pedir um sorriso maroto como o de Michelle Bachelet.

Imagem: Michelle Bachelet, ex-presidente do Chile

Michelle Bachelet, ex-presidente do Chile

Até abro mão da feminilidade de Richarlyson.

Imagem: Richarlysonm, jogador do São Paulo

Richarlysonm, jogador do São Paulo

Mas precisava ser tão carrancuda como o Roberto Carlos?

Imagem: Roberto Carlos, jogador do Corínthians

Roberto Carlos, jogador do Corínthians




Você gostaria de receber as atualizações do Pô, meu! por e-mail? Clique aqui.

2 Comentários

  • Vale lançarmos a Cristina Kirchner para as próximas eleições?
    Você se esqueceu de uma mulher; que, embora não tivesse uma expressão tão carrancuda, talvez seja a fonte de inspiração para a falta de malemolência, jogo de cintura e formas mais definidas da nossa eleita. Graça no sorriso, não sei, mas esta ao menos sorri.
    Abraços!

  • Nunca estamos mesmo contentes com nada não é mesmo? se sorrio estou roubando, se sou simpático sou falso,se faço cara feia sou ditador,o que faser? hahahah

Deixe uma resposta para Enio Luiz Vedovello Cancelar resposta